Autocontrole na infância

Tempo de leitura: 4 minutos

Hoje, vamos falar de um assunto fundamental para o bom desenvolvimento na infância: o autocontrole.

Primeiramente, preciso dizer que a ludicidade é a maior aliada do autocontrole infantil.

É importante ressaltar que o universo da criança é lúdico e, por isso, precisamos utilizar essa informação ao nosso favor!

O autocontrole é uma capacidade para a vida toda.

E se queremos ensinar autocontrole (tolerar emoções desconfortáveis para alcançar um objetivo), precisamos utilizar o lúdico, ativando a imaginação da criança.

Assim, é muito mais eficaz você lhe dizer “Estátua!” do que “Pare. Fique quieta.”

É muito mais eficaz você brincar de vaca amarela do que pedir que faça silêncio.

Meu foco aqui é que para ensinar, é mais fácil e efetivo utilizar a brincadeira.

Sei que pode parecer estranho, mas pense comigo: não podemos querer que as crianças compreendam a maneira de forma adulta – os adultos somos nós.

Dessa forma, sua visão de mundo é muito diferente da nossa.

Por isso, devemos ensiná-las à sua maneira, utilizando a sua linguagem para que compreendam efetivamente o aprendizado.

Outro detalhe muito importante para conversar sobre assuntos de maior seriedade com as crianças é o olho no olho – abaixe-se à altura dos olhos da criança para a conversa seja de igual para igual.

Além disso, grave essa informação para sua vida: só se pode pensar depois de se acalmar.

O que você pode fazer para ensinar a educação emocional e autocontrole às crianças?

Quero compartilhar com você uma atividade extraída do meu caderno de atividades do Programa Ciranda, que foca na educação emocional infantil.

Autocontrole na infância
Autocontrole na infância

Nessa atividade, ensinamos à criança os passos para o autocontrole.

Como dito acima, a ludicidade tem muito mais efeito no aprendizado. Portanto, trabalhamos com o “semáforo do autocontrole”.

No primeiro passo, o vermelho, ensinamos à criança que pare e respire, afinal só se pode pensar depois de se acalmar.

No segundo passo, é tempo de conversar sobre o que a criança está sentindo e o que provocou aquele sentimento. Também se decide quais as ações que podem ser tomadas diante disso.

Por fim, no terceiro passo, vamos em frente e auxiliamos a criança a fazer o que é certo.

Para fazer o download da atividade, clique aqui.

Além desse exercício, trago uma lista com outras dicas para ensinar o autocontrole.

1. Ajudar a criança a se acalmar

Grave isso: quanto menor a criança, mais emoção ela é.

Isso se dá porque a emoção vem de “fábrica” – nossas emoções básicas nascem conosco.

As emoções permaneceram conosco porque nos ajudaram a sobreviver no processo evolutivo, porque as emoções que sentimos nos informam que algo está acontecendo no ambiente e preparam nosso corpo para agir.

Então, reforço: quanto menor a criança, mais emoção ela é, pois seu cérebro não está maduro o suficiente para compreender emoções mais complexas.

2. Ajudar a criança a perceber e nomear sua emoção

Ajudamos a criança a perceber seu estado emocional e do outro, além de nomear a emoção identificada.

3. Conversar sobre esse sentimento

Após a criança estar calma e ter nomeado sua emoção, conversamos a respeito da emoção que ela está sentindo.

4. Planejar as ações

Emprestamos o nosso cérebro maduro para auxiliar a criança a pensar nas consequências.

De novo: pela sua imaturidade cerebral, a criança não consegue identificar consequências de seus comportamentos.

É por isso que “emprestamos” o nosso cérebro adulto – mostramos as consequências de nossas ações e explicamos que o nosso comportamento atinge o outro também.

Quando você ouve “acolha seus filhos”, é nessas etapas que deve pensar: ensinar a se acalmar, pensar junto e fazer a coisa certa.

Por fim, pense comigo: que lindo seria o futuro de uma geração que possui autocontrole para só pensar depois de se acalmar, nomear suas emoções e planejar ações pensando nas consequências.

Vamos construir um futuro assim?


Essa semana, estou abrindo as matrículas para uma nova turma do Programa Ciranda.

Vou dar um desconto que eu nunca dei antes para essa turma, até para ajudar nesse momento delicado que estamos vivendo.

Esse desconto do vai estar disponível em um grupo fechado do WhatsApp.

Para participar do grupo, clique no botão abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.