Como a Educação Emocional pode ajudar no dia a dia dos profissionais de saúde?

Tempo de leitura: 2 minutos

Para médicos, enfermeiros e demais profissionais da área da saúde tomar decisões difíceis é parte da rotina diária. A todo instante eles precisam escolher o que fazer para salvar vidas e cuidar de pacientes em situações diversas, muitas vezes depois de horas de trabalho exaustivo. Como garantir que as decisões sejam as mais acertadas?
Segundo o psicólogo, PhD da Universidade de Harvard e escritor do livro “A Inteligência Emocional”, Daniel Goleman, a inteligência emocional é “uma forma diferente e composta de autoconhecimento, controle de impulsos, persistência, automotivação, habilidade social e capacidade de perceber os sentimentos alheios” e é essa habilidade que ajuda na hora de tomar decisões difíceis.
4 formas que a educação emocional ajuda profissionais da saúde no atendimento
  1. Identifique as emoções do paciente: é praticamente inevitável o envolvimento de emoções quando se trata da própria saúde. Quando sentimos dor ou descobrimos que portamos alguma enfermidade muitas reações são possíveis, algumas positivas e outras negativas. É muito importante identificar qual o tipo de emoção para valorizar no caso das positivas ou trabalhar para minimizar seus efeitos, no caso das negativas.
  2. Seja empático: ninguém quer sentir que é apenas mais uma estatística e a melhor forma de valorizar o paciente é se colocando no lugar dele. Isso ajuda na adoção de atitudes mais humanas em todos os campos de atendimento.
  3. Trabalhe com automotivação: diante dos desafios da área da saúde, principalmente em uma realidade de sérias restrições como a brasileira, os profissionais precisam ser altamente automotivados. A automotivação é a capacidade de se manter persistente na realização de tarefas para alcançar objetivos, mesmo diante de diversidades.
  4. Desenvolva a persuasão: muitos pacientes são resistentes a tratamentos e precisam de ajuda para aderirem a um tratamento. A persuasão também vai ajudar a mudar o estado mental do paciente, ajudando-o a enxergar novas possibilidades.
Prepare-se para atender melhor os pacientes
A Educação Emocional tem muito a oferecer para os profissionais de saúde e o Programa Educação Emocional Positiva traz exercícios práticos para ajudar a desenvolver as habilidades sociais e competências emocionais. Conheça melhor o programa em www.educacaoemocionalpositiva.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.