Conhecendo as Forças Pessoais

Tempo de leitura: 5 minutos

Forças Pessoais: esse é o tema da postagem de hoje! Falaremos um pouco sobre o que elas são, como são criadas e, ademais, quais são os benefícios de empregá-las em nossas vidas.

Contribuições da Psicologia Positiva

A equipe de estudos de Martin Seligman, o pai da Psicologia Positiva, detectou que crianças criadas com autoestima muito elevada tendem a ser as mais depressivas.

Mas como assim? Vou explicar.

Quando elogiamos as crianças com elogios superficiais e que não têm vinculação com as suas capacidades inatas, ocorre a supervalorização pessoal.

Por conta disso, as crianças, que se tornam pessoas adultas, dão importância demais ao seu próprio eu e não suportam falhas, críticas, contradições e até mesmo decepções.

Para resolver esse problema, a equipe de Seligman criou, através de uma pesquisa, uma lista de Forças Pessoais.

Elas são virtudes que auxiliam a nutrir o que há de melhor no indivíduo, fazendo-o crescer psicologicamente e se tornar a melhor versão de si mesmo.

A pesquisa de Seligman

Essa pesquisa foi realizada em mais de 200 culturas e concluiu que as Forças Pessoais são mais universais do que se esperava.

Além disso, também deu origem ao livro em inglês Character Strenghts and Virtues – a handbook and classification.

A classificação do livro conta com seis virtudes, segmentadas em 24 características positivas chamadas de Forças Pessoais. Essa lista descreve o que há de mais saudável no ser humano. Abaixo, você confere a lista completa:

  1. A Virtude da Sabedoria, que inclui as forças cognitivas. São elas:
    • criatividade (habilidade, originalidade e inteligência prática)
    • curiosidade
    • gosto pela aprendizagem
    • perspectiva
    • pensamento crítico (critério e lucidez)
  2. Virtude da Coragem, que compreende as forças emocionais, explicitadas abaixo:
    • bravura (valentia)
    • perseverança (persistência, dinamismo e diligência)
    • honestidade (integridade e autenticidade)
    • entusiasmo (vitalidade, animação e paixão)
  3. A Virtude da Justiça abrange as forças cívicas, que são:
    • trabalho em equipe (cidadania)
    • equidade (imparcialidade)
    • liderança
  4. A Virtude da Humanidade compreende as forças interpessoais, que você vê abaixo:
    • amor (amar e aceitar ser amado)
    • bondade (generosidade)
    • inteligência social (inteligência pessoal e emocional)
  5. A Virtude da Temperança contém as forças que protegem contra o excesso. São elas:
    • perdão (misericórdia)
    • humildade (modéstia)
    • prudência (discrição e cautela)
    • autocontrole
  6. Virtude da Transcendência, na qual estão presentes as forças espirituais de significado listadas abaixo:
    • apreciação da beleza e da excelência
    • gratidão
    • esperança (otimismo e responsabilidade com o futuro)
    • bom humor (graça)
    • espiritualidade (senso de propósito, fé e religiosidade)

A construção das forças

De acordo com Martin Seligman, o desenvolvimento das forças se dá nos primeiros seis anos de vida.

Dessa forma, quando a criança encontra áreas de prazer, amor e atenção, está moldando a sua força. Portanto, interagir e se conectar com outros é uma maneira de aperfeiçoar essa força, já que a criança vai aprendendo o que dá certo e o que dá errado.

Benefícios das Forças Pessoais

A Psicologia Positiva também nos mostra que, ao identificar e utilizar nossas Forças Pessoais, estamos construindo a vida feliz. Ademais, elas funcionam como um “amortecedor” natural contra infelicidade e emoções desconfortáveis.

As forças possuem inúmeros benefícios, mas destaco aqui o senso de autenticidade que elas proporcionam: “este sou eu”.

Além disso, ao utilizá-las, nos sentimos bem e temos aquele sentimento de querer mais, de querer repetir. Assim, devemos criar desafios nos quais possamos exercer nossas forças, já que elas nos revigoram.

Por fim, elas também nos proporcionam crescimento pessoal através do flow, estado mental no qual todo pensamento e ação está voltado à resolução de um desafio e que nos faz perder a noção do tempo através do sentimento de plenitude.

Descubra as Forças Pessoais

Se quiser descobrir as suas Forças Pessoais ou trabalhá-las com crianças ou pacientes, visite os sites http://authentichapiness.org e http://viame.org/survey. Lá, você encontra questionários que podem ser aplicados para todas as idades.

Ademais, se desejar explicações, ilustrações e atividades práticas que podem ser trabalhadas tanto no consultório como em escolas, utilize o nosso Baralho de Forças Pessoais – A Psicologia Positiva aplicada às crianças. Além disso, também fornecemos um curso para trabalhar com o Baralho! Clique aqui para saber mais.

Como elogiar as crianças

Você lembra o que falamos das crianças no começo do post? Se não se recorda, suba a página rapidinho.

Como devemos evitar os elogios superficiais, elogia-se o esforço, a determinação, o desempenho e a bondade. Dessa maneira, estamos elogiando a força pessoal colocada em prática pela própria criança!

Portanto, lembre-se sempre que o elogio deve ser baseado na personalidade da criança.

Confira abaixo dois exemplos de elogios superficiais e elogios de força pessoal:

Seu cabelo é lindo.
Que lindo o seu penteado, ficou ótimo!

Como você é inteligente!
Você é muito esforçado(a) e dedicado(a).

Enfim, o elogio deve focar na habilidade da criança, não sendo somente um elogio vago. Isso demonstra que o cuidador está prestando atenção na criança, o que torna o elogio autêntico.

Em conclusão, cuidar da infância é primordial para a construção de uma sociedade saudável.

Cuidamos do outro quando cuidamos de nós mesmos.

1 comentário


  1. Olá Miriam Rodrigues

    Que bom que você divide a sua experiencia e pesquisas com a mídia. Gostaria de parabenizá-la pelas postagens dos artigos e pelos seus vídeos. Trabalho com a Abordagem Cognitivo-Comportamental. Tenho interesse em comprar seu livro, por favor indique a editora para que eu possa ter procurar nas livrarias.

    Obrigada pelo carinho.

    Atenciosamente,

    Marli Rebouças Ferreira Lacerda
    Psicóloga Clínica CRP-03/17171

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *