Ei presta atenção na atenção!

Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabia que grande parte das informações que chegam ao nosso cérebro por meio dos nossos órgãos sensoriais não são processadas?
E por que isso? Porque além de desnecessário, nosso cérebro não tem capacidade pra processar tudo o que chega até nós.
Por isso contamos com uma grande aliada: A atenção.

Atenção é tudo!!!!
É ela que escolhe aquilo que é relevante no momento e por isso “decide” se fixar.

Pense o seguinte, nós temos um órgão que foi aprimorado durante os milhões de anos que se passaram, e esse órgão é excelente para me ajudar a manter a homeostase do corpo e a sobreviver. Esse órgão é o nosso maravilhoso cérebro.

E isso é o principal a ser feito por ele, buscar a sobrevivência e a homeostase.

Então, o fenômeno da nossa atenção, fica procurando no ambiente estímulos que o auxiliam a preservar a vida e a espécie.

O cérebro gosta de aprender, mas gosta de aprender aquilo que tem significado para ele, ou seja aquilo que ele entende que pode auxilia-lo a sobreviver, e entenda aqui a sobrevivência não somente a do corpo, se não a gente só procuraria por água e comida o tempo todo!
Mas também a sobrevivência social, ah então essa é uma hipótese do porque nos preocupamos tanto com o que está se passando em nosso ambiente e o que pensam sobre nós? Sim, talvez, é uma hipótese!

O nosso desafio maior como profissional da saúde e educação, é fazer com que o individuo reconheça o conteúdo daquilo que está sendo exposto como algo que vai ajuda-lo de algum modo a sobreviver (fisicamente ou socialmente) e sem sombra de duvidas vai ajudar em sua homeostase.

Certa vez, eu estava em um congresso e tive a oportunidade de assistir uma palestra do grande neurocientista António Damásio e ele perguntou à plateia o motivo de irmos e gostarmos de congressos.
Sabe a resposta? Porque isso nos auxilia em nossa homeostase. É regulação social.

Então, eu quis montar esse texto com algumas dicas para auxiliarmos a focar a atenção do outro:

Apresentar um tema fazendo ligação com aquilo que a pessoa já conhece, apresentar o tema de modo agradável, usando as emoções positivas a nosso favor, criar expectativas e atendê-las é um importante caminho.
As emoções positivas são excelentes para ampliar nossos recursos cognitivos e também para quebrarmos as possíveis distrações e voltarmos a atenção à nossa fala.

Resumindo: fazer sentido para o individuo é mais que meio caminho andado para ele se manter atento ao que você diz, especialmente se você fizer conexões com conteúdos já conhecidos por ele, dar exemplos, fazer analogias compreensíveis e tudo isso em um clima estimulante e agradável, permeado de emoções positivas.

Sabe uma dica prática? Use a abuse dos jogos e desafios, eles são excelentes recursos para auxiliarmos a capturar e manter a atenção do outro.

Quer ver?
Vamos fazer um quiz? Responda verdadeiro ou falso.

-Nosso cérebro processa todas as informações que chega até ele por meio dos sentidos?
-A atenção faz com que ele (cérebro) se dedique àquilo que pode auxilia-lo a manter a homeostase do corpo ou a sua sobrevivência?

Sabe por que eu quis escrever esse texto para vocês, para que vocês possam repensar em suas sessões de terapia com crianças, adolescentes e adultos, repense em suas posturas em sala de aula. Use a informação que temos a respeito de como a atenção funciona a seu favor!

Pergunte-se sempre como posso fazer com que ele compreenda que isso que eu digo é relevante e tem significado e é importante ser aprendido.
E assim,de pouquinho em pouquinho, de atenção a atenção vamos espalhando saúde emocional em nossas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.