O que você deseja para seu filho?

Tempo de leitura: 3 minutos

O que você deseja para o seu filho?

Essa é a pergunta que repito em minhas palestras para pais – peguei a pergunta emprestada de Martin Seligman, um dos idealizadores da Psicologia Positiva.

Sempre obtenho a mesma resposta: felicidade.

Após a resposta universal, pergunto novamente: Você cria o seu filho para ser feliz? Você o cria para ter uma vida com bem-estar e felicidade?

Materialismo e consumismo infantil

Em primeiro lugar, é importante destacar que a vida feliz vai completamente contra a onda de consumismo que enfrentamos – a felicidade não está ligada ao materialismo.

E, em segundo lugar, você sabia que 80% do poder de decisão de compra dos adultos tem influência das crianças?

Isso ocorre porque nossos filhos não entendem o poder de persuasão do mercado, já que são extremamente vulneráveis à propaganda.

Assim, conseguem fazer com que seus desejos sejam atendidos, e não falamos só de brinquedos: falamos de sucos com embalagens especiais, mochilas com personagens, roupas de cama, etc.

Isso tudo é preocupante porque pesquisas em Psicologia Positiva apontam que, quanto mais escolhas o indivíduo tem, maior seu nível de insatisfação!

Por adaptação hedônica, a criança vai aprender a comprar e nunca vai aprender a crescer internamente, que é o motivo principal da felicidade.

O materialismo também é prejudicial à felicidade porque o indivíduo se dá o valor que os outros lhe impõem; ele só é feliz sabendo o que os outros pensam dele.

Assim, a felicidade é condicional e depende exclusivamente de outras pessoas.

Dessa forma, ensinar a construção da vida feliz não tem a ver com coisas materiais.

O que ensinar ao seu filho

Como falei acima, a construção da vida feliz não tem a ver com materialismo ou consumismo.

Tem muito mais a ver com:

  • ensinar a empregar as forças pessoais nos próprios projetos de vida;
  • ensinar a ter otimismo aprendido;
  • ensinar o jeito certo de pensar;
  • ensinar a manter laços afetivos com amigos e familiares;
  • ensinar a ter a sensação de significado em sua vida.

Agora, faço minha última pergunta: você educa seu filho assim?

3 pilares para desenvolver a felicidade com as crianças

As melhores formas de desenvolver os hábitos da vida feliz e do bem-estar nas crianças são a partir da brincadeira, da bondade e da gratidão.

Brincar é essencial para toda criança.

É importante que seja ensinado que o importante é o ato de brincar, e não o brinquedo, pois a felicidade vem ao perceber o quanto brincar é bom e faz bem.

As crianças ficam super felizes quando ganham as brincadeiras, como você já deve ter percebido.

Um ótimo exemplo é quando a criança percebe que está realizando uma atividade de uma maneira melhor, como pular corda, andar de bicicleta ou jogar futebol.

Outro item importante a ser ensinado é a bondade!

Ensinar à criança a gentileza e que seja bondosa com outras pessoas funciona muito bem porque o altruísmo está diretamente ligado com a vida feliz, como apontam diversas pesquisas em Psicologia Positiva.

E por último, mas não menos importante, destaco a prática da gratidão.

Se você me acompanha, sabe o quanto eu falo sobre a gratidão e a sua importância na construção do bem-estar, e nas crianças não é diferente!

Uma ótima ideia é ter um pote da gratidão e colocar nele todos os motivos que fazem a criança grata – a gratidão é o antídoto da infelicidade.

Agora quero saber de você: como ensina aos seus alunos, filhos e outras crianças a serem felizes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.