Três estados mentais positivos

Tempo de leitura: 4 minutos

Hoje, quero falar um pouco com você sobre Psicoterapia Positiva, e mais especificamente, sobre fornecer suporte emocional dentro da terapia através da vivência de três estados mentais positivos.

Ontem, 01/09/20, fiz uma live no Instagram falando sobre isso. Se você quiser conferir, clique no link https://www.instagram.com/p/CEmtZeBlE4c/.

Primeiramente, quero contextualizar você.

A Psicoterapia Positiva é o braço clínico da Psicologia Positiva, ou seja, é onde o psicólogo coloca as intervenções estudadas e validadas em Psicologia Positiva dentro de seu atendimento em terapia.

Psicologia Positiva: nova abordagem da terapia?

Uma dúvida que respondo bastante é a seguinte: a Psicologia Positiva é uma abordagem?

A resposta é não.

A Psicologia Positiva é um movimento científico que estuda a felicidade e o bem-estar.

E, ao contrário do que muitos pensam, ela não veio para competir com as abordagens já existentes, mas sim para agregar.

Se você é um psicólogo que trabalha a psicanálise, um psicólogo com formação em gestalt, um psicólogo de abordagem jungiana, psicólogo cognitivo-comportamental, etc…, pode utilizar a Psicologia Positiva como complemento no seu atendimento.

Incluir a Psicologia Positiva no seu atendimento significa que a mesma atenção que você dá para sintomas de transtornos mentais será dada aos aspectos saudáveis do indivíduo.

Assim, é possível enxergar não somente as fraquezas do paciente, mas também suas potencialidades.

Foi por isso que surgiu a Psicologia Positiva: para que saibamos sobre os aspectos saudáveis o mesmo tanto que sabemos sobre transtornos mentais.

Mas qual a função da Psicoterapia Positiva?

De acordo com o relatório mundial da saúde, página 32:

Saúde mental abrange bem-estar subjetivo, autoeficácia percebida, autonomia, competência e autorealização do potencial intelectual e emocional da pessoa.

Relatório mundial da saúde

A Psicologia Positiva, através da Psicoterapia Positiva, tem os meios para ajudarmos nossos pacientes a obter esse conceito de saúde mental.

A principal premissa da Psicoterapia Positiva é o trabalho com intervenções voltadas para a promoção do bem-estar, desenvolvimento de potencialidades e cultivo de emoções positivas.

Dessa forma, seu objetivo é potencializar as características positivas do indivíduo.

E é realmente possível ensinarmos isso aos nossos pacientes.

Podemos fornecer esse suporte emocional através do ensino do manejo de estresse, que inclui:

  • técnicas de relaxamento;
  • estratégias cognitivas (formas corretas de pensar);
  • exercícios de respiração;
  • cultivo de estados mentais positivos.

É exatamente neste último item que iremos focar hoje: o cultivo de estados mentais positivos; especificamente, três.

Aproveito para fazer uma pergunta: você viu isso na sua graduação em Psicologia?

1º estado mental positivo: Mindfulness (atenção plena)

A prática de mindfulness consiste em colocar toda a atenção no momento presente, sem julgamentos.

Assim, envolve-se com a experiência, estando atento ao que está acontecendo.

É importante essa intencionalidade em estar consciente do que está acontecendo, deixando a mente focada na atividade.

Vamos pegar uma atividade comum como exemplo: beber água.

Na atenção plena, presto atenção no movimento de pegar a garrafa d’água e abri-la.

Bebo a água focando no seu sabor (não sabor, neste caso) na boca, na sensação da água descendo através da garganta.

Toda a minha consciência está nesse ato de beber a água.

2º estado mental positivo: Savoring

Esta prática, traduzida do inglês, significa saborear.

Trata-se de envolver-se com a experiência do presente e ampliar o desfrutar por meio da atenção.

Parece com atenção plena, certo?

A diferença entre essas duas práticas está no julgamento, que não acontece no Mindfulness.

No Savoring, intencionalmente nos envolvemos com a experiência e desfrutamos dela, comentando, a julgando, dando nossa opinião a respeito.

Vamos pegar novamente o exemplo da água?

Estou completamente focada em beber água, mas amplio a experiência ao pensar, por exemplo: “que água deliciosa”, “que água refrescante”.

3º estado mental positivo: Flow

O Flow, descrito por Mihaly Csikszentmihalyi na década de 60, é o estado positivo mais estudado dentro da Psicologia Positiva.

Isso se dá porque esse estado positivo faz tão bem que a própria experiência é recompensadora, e há crescimento do self, ou seja, aprende-se algo.

O Flow é um estado no qual todas emoções, pensamentos e comportamentos do indivíduo estão focados em uma atividade desafiadora.

Ao focar nessa atividade, entra-se em Flow (fluxo).

Assim, o indivíduo envolve-se tanto que não percebe que tem fome ou quantas horas se passaram, por exemplo.

Vou exemplificar: eu entrei em Flow ao realizar a live de ontem, que citei no começo da publicação.

Isso acontece porque estava falando de um assunto que gosto muito, que me faz pensar, utilizar de minhas capacidades e aprender.


Esses três estados mentais positivos, portanto, são formas mais construtivas de lidar com o estresse.

Podemos ensinar ao nosso paciente como “salpicar” o seu dia com qualquer um deles.

Não podemos resolver seus problemas, mas podemos ensiná-los recursos para o manejo do estresse perante esses problemas.

Se você gostou e quer saber mais, não perca a live de amanhã (03/09/20), na qual falarei especificamente sobre o Flow.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.