Você conhece a Psicologia Positiva?

Tempo de leitura: 2 minutos

Não é de se estranhar que boa parte das pessoas não conheça a Psicologia Positiva, uma vez que ela foi fundada no final da década de 1990 por Martin Seligman ao lado de Cristopher Peterson, contando com o auxílio de outros pesquisadores como Ed Diener e Barbara Fredrickson, só para citar alguns.

Depois da psicologia dedicar tanto tempo a estudar o lado negativo da psiquê humana, essa abordagem traz uma abordagem do que é bom para o indivíduo, aquilo que traz felicidade, bem-estar e realização.

Mas, se a própria psicologia já é encarada com desconfiança por muita gente, mesmo no meio médico, uma área nova dentro da disciplina tem muito mais barreira a superar. Quem não está habituado ao termo Psicologia Positiva, o encara com desconfiança e críticas. O que essas pessoas muitas vezes não sabem é que se trata de um movimento científico, que estuda a felicidade e o bem-estar, bem como as condições que devem ser cultivadas para que possamos alcançá-los em nosso dia-a-dia.

A Psicologia Positiva funciona na prática

Barbara Fredrickson estuda como a gente pode cultivar emoções positivas com ações cotidianas e assim se sentir mais fortalecido emocionalmente. Engana-se quem pensa que elas só ocorrem ao acaso, devido à sua natureza. Por exemplo, o brincar, que é fundamental para o desenvolvimento da alegria e, por isso, tão importante para as crianças (e não só para elas!).

A brincadeira em ambiente seguro possibilita à criança a aquisição de mais habilidades, que poderão ser usadas em outras ocasiões. Nos adultos esse processo também pode acontecer, mas é nos pequenos que ele é mais importante para o desenvolvimento. Brincando se aprende, cresce e é feliz!

Um tipo de vacina?

Falando assim, parece estranho, mas se a gente pensar que “1 grama de prevenção vale 1 quilo de cura”, é muito bom ter uma disciplina focada em manter as pessoas em uma condição de bem-estar, preocupadas com o que é positivo.

A Psicologia Positiva é estudada há pouquíssimo tempo no Brasil, mas é uma das bases para o programa Educação Emocional Positiva, desenvolvido pela Psicóloga e Professora Miriam Rodrigues para ajudar a fortalecer aspectos saudáveis e a proteger os indivíduos de psicopatologias como ansiedade, depressão e problemas psicossomáticos.

 

Para conhecer mais

www.positivepsychologyprogram.com

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.